•  
Compartilhe:
  • Enviar por e-mail
  • Orkut
  • Facebook
  • Twitter
  • Avalie:
07/11/2017 14:17

A Segunda Vez: “Felipe Massa e a sua reaposentadoria"

  • Novo tópico
Páginas:  1  | primeira | anterior | próxima | última

Radeon HD 7970

Mensagens: 7084
Cadastro: 30/05/2012

Nível 4




Antes do Grande Prêmio do Canadá de 2017, Felipe Massa falava em prosseguir na Fórmula 1.

O retorno dramático do brasileiro após sua aposentadoria em Abu Dhabi, 2016, ainda estava gravado na memória de muitos fãs de F1.

O recém-aposentado foi trazido novamente ao mundo dos pilotos em atividade pela aposentadoria do campeão mundial Nico Rosberg. Evento ainda mais sensacional e inesperado.

Irônico destino: era a segunda vez que a aposentadoria de um campeão mundial favoreceu Massa.

Em 2006, foi a vez de Michael Schumacher pendurar o capacete (por alguns anos) e, com isso, nas suas próprias palavras, garantir o emprego do brasileiro na Ferrari.

A Scuderia já tinha contrato assinado com Kimi Raikkonen para 2007 e tinha tentado contratar anteriormente o bicampeão mundial Fernando Alonso.

Em Montreal, Massa largou no Top 10. Lance foi o 17º colocado. Quase 1 segundo e meio atrás.

Massa tinha 20 pontos de vantagem sobre a outra Williams. O jovem Lance Stroll tinha 0 pontos.

Os críticos mais apressados previam vida curta para o endinheirado canadense no circo máximo.

Contratado como tutor do estreante, Massa parecia a única esperança de Frank Williams no ano.

Na largada, Massa bateu em Carlos Sainz, então na Toro Rosso. Lance obteve os primeiros pontos.

Em dois lances, o destino do brasileiro na F1 acabava de mudar de direção.

No GP seguinte, no Azerbaijão, Lance foi mais rápido nos treinos. Ambos no Top 10.

Durante o conturbado GP, a Williams sentiu o primeiro cheiro de vitória desde a Espanha (2012).

Na 22ª volta, Massa era o 3º, graças a uma ultrapassagem histórica no ex-companheiro Kimi Raikkonen e no talentoso Esteban Ocon, da Force India. Lance era o 4º.

Os dois pilotos na frente, Lewis Hamilton e Sebastian Vettel, chegariam às vias de fato e teriam outros problemas. Não foram ao pódio. A luta livre na Force India ceifou Sérgio Perez do Top 10. O GP teve diversas relargadas e abandonos. A Williams de Massa foi um deles.

Lance prosseguiu. Na 34ª volta, era o 2º colocado. Atrás apenas do vencedor Daniel Ricciardo.

Quase sem acreditar, Stroll perdeu, de forma sensacional, o 2º lugar na linha de chegada para o corajoso Valtteri Bottas, com o melhor carro do grid. Um dos momentos inesquecíveis de 2017.

O canadense cruzou a linha em 3º lugar. Nesse dia, a Williams reconsiderou suas posições.

O mais jovem pódio da história da F1 apressou a aposentadoria de Felipe Massa.

Do Canadá em diante, Stroll fez 40 pontos e Massa, apenas 16.

O brasileiro voltou a largar no Top 10 apenas na Itália (7º). Stroll foi o 4º. 1 segundo na frente.

Durante esse período, Massa esteve ausente do GP da Hungria por problemas estomacais.

O piloto reserva Paul Di Resta saiu dos camarotes da Sky TV para o grid. Sem ter dado sequer uma volta anteriormente, conseguiu se classificar e completar dezenas de voltas com o mesmo carro motivo de reclamações de Massa no ano (além das eternas lamúrias sobre os pneus e o azar).

A reaparição sensacional de Di Resta - aplaudida por todo o grid - o tornou o substituto "natural". Quando o brasileiro voltou a largar entre os 10 mais rápidos, no Japão, a Williams já fizera testes privados com Di Resta e o polonês Robert Kubica (recém-liberto da Renault). Paddy Lowe se disse satisfeito, sem dar outros detalhes. Toto Wolff lançou Pascal Wehrlein como candidato à "vaga" e, logo a seguir, Daniil Kvyat foi sugerido por Christian Horner para ser o novo companheiro de Stroll.

Massa deixou de ser unanimidade no seu time. No GP do México, Stroll o ultrapassou em pontos.

Situação recorrente desde a última pole e vitória de Felipe na F1, em Interlagos, 2008. O dia em que foi campeão por 34 segundos. Há quase uma década.

A ultrapassagem de Stroll na tabela significou o fim das esperanças de permanência na F1. Sem um cockpit, Massa passou a lutar pelo direito de dar adeus junto aos fãs, no Brasil, em Novembro.

A Williams disse não ter pressa para decidir. Há muitas opções: Di Resta, Kubica, Wehrlein, Kvyat...

Essa situação desconfortável motivou Massa a anunciar sua reaposentadoria em 4 de Novembro.

Sem título mundial (caso de Jenson Button), é difícil justificar a permanência de um veterano na F1, após derrotas seguidas para os companheiros de equipe. Sem grandes patrocinadores e disposição para buscar financiamento em equipes menores (como a que lhe permitiu estrear, a Sauber), Massa preferiu o conforto da TV e um cargo corporativo na nova F1 da Liberty Media.

Após um ano ausente do grid como piloto de testes da Ferrari em 2003, foram 14 temporadas consecutivas na categoria máxima do automobilismo, quase 280 GPs e estatísticas respeitáveis.

As derrotas para Nick Heidfeld, Giancarlo Fisichella, Schumacher, Raikkonen (2 vezes), Alonso (4 vezes), Bottas (3 vezes) e Stroll possivelmente serão menos lembradas do que os 34 segundos, ou as 2 vitórias no Brasil, a disputa roda a roda com Kubica no Japão em 2007 e a primeira despedida.

Massa foi o segundo brasileiro a disputar o título mundial após a morte de Ayrton Senna.

Foi o último vencedor nativo do GP do Brasil, o último piloto brasileiro a fazer uma pole position.

Com o fim prematuro da carreira de Felipe Nasr no circo, Massa se tornou, por inércia, o presente do Brasil na F1. Com o fim de sua trajetória, o país terá oportunidade de repensar sua participação na categoria máxima do automobilismo. Será a primeira vez desde um distante 1969.

Sem grandes investidores e talentos aguardando na fila de espera (alguns por muitos anos, como Brendon Hartley e Pierre Gasly), a "pátria de rodinhas" de Emerson, Senna e Piquet virou história.


https://startracingf1.wordpress.com/2017/11/07/a-segunda-vez-felipe-massa-e-a-sua-reaposentadoria/
Assinatura
Asus P8P67
Core i5 2500k
Corsair Dominator 2x2gb 1600mhz
Radeon HD 7970 Lightning
Corsair 850w TX
HAF932

Darth Baric

Mensagens: 19355
Cadastro: 28/05/2012

Nível 5

Mensagem publicada em 08/11/2017 18:27
Vai abandonar sozinho
Assinatura
6-3-3
E o seu time, o que anda fazendo?

Pandora da Fiel

Mensagens: 71915
Cadastro: 13/08/2009

Nível 7

Mensagem publicada em 09/11/2017 06:27
Darth Baric
Vai abandonar sozinho

DINOVO///

Darth Baric

Mensagens: 19355
Cadastro: 28/05/2012

Nível 5

Mensagem publicada em 11/11/2017 14:39
Ele não quer celebrações.
Assinatura
6-3-3
E o seu time, o que anda fazendo?

Pandora da Fiel

Mensagens: 71915
Cadastro: 13/08/2009

Nível 7

Mensagem publicada em 12/11/2017 14:01
Darth Baric
Ele não quer celebrações.

O BRAZIL TAH COMEMORANU D+

Pandora da Fiel

Mensagens: 71915
Cadastro: 13/08/2009

Nível 7

Mensagem publicada em 20/11/2017 08:13
KBO AUTOMOBILISMO BR
  • Novo tópico
Páginas:  1  | primeira | anterior | próxima | última
Quem está online
0 usuários cadastrados e 1 visitantes.
  •  
Média geral    5.0 (2 votos)

2 votos (100.0%)

Excelente

0 votos (0.0%)

Ótimo

0 votos (0.0%)

Bom

0 votos (0.0%)

Regular

0 votos (0.0%)

Ruim