•  
Compartilhe:
  • Enviar por e-mail
  • Orkut
  • Facebook
  • Twitter
  • Avalie:
12/01/2018 20:08

Heinz-Harald Frentzen: Brilhante e empolgante

  • Novo tópico
Páginas:  1  | primeira | anterior | próxima | última

Darth Baric

Mensagens: 21007
Cadastro: 28/05/2012

Nível 6



Heinz-Harald Frentzen e sua Jordan "vespa" mostraram ao mundo que os grandes pilotos não são apenas os campeões. A Alemanha tem um histórico de diversos pilotos talentosos na Formula 1. Michael Schumacher e Sebastian Vettel são os principais exemplos, mas um alemão mais discreto que competiu por 10 anos na categoria também tinha o talento dos campeões. Falo de Heinz-Harald Frentzen.

Frentzen começou sua carreira no automobilismo aos doze anos e dois anos depois ganhou o campeonato alemão de kart, já indicando que o horizonte à sua frente traria uma carreira de sucesso. Após alguns percalços na CIK Asia Pacific, Frentzen caminhou rumo a Formula Ford 2000 alemã, onde foi campeão e atraiu a atenção de algumas equipes na Formula 1 ainda muito jovem. Após seu período de maturação, disputou a Formula 3 alemã, onde competiu contra seu compatriota e heptacampeão do mundo: Michael Schumacher.

Aquela época, havia muita pressão da parte de Bernie Ecclestone para que a ONS, o comitê nacional alemão de automobilismo, incluísse pilotos alemães no grid da F1. Mais tarde, o comitê decidiu patrocinar Schumacher e Frentzen. Uma decisão extremamente sábia, eu diria.

Frentzen realizou sua primeira corrida completa no grande prêmio de interlagos, em 1994, e suas atuações haviam sido tão impressionantes que motivaram Frank Williams a convidá-lo para a Williams após a morte do brasileiro Ayrton Senna, mas Frentzen preferiu permanecer na Sauber. Muito embora tenha ido para a Williams nas temporadas de 1997 e 1998, substituir Damon Hill, foi na Jordan que Frentzen se sobressaiu e mostrou de fato que era um piloto extremamente talentoso.

No ano de 1999, Frentzen era um dos 3 pilotos que batalhavam ferozmente pelo campeonato mundial, ficando atrás de Mika Hakkinen, que se sagrou bicampeão mundial aquele ano, e Eddie Irvine, que terminou apenas dois pontos atrás do finlandês, e foi aí que Frentzen mostrou a que veio. Suas duas vitórias na temporada, em Magny-Cours e Monza foram espetaculares e demonstravam aos olhos mais atentos que Frentzen estava em seu auge de desempenho.

Em 2000 e 2001 a Honda, que fornecia motores para a Jordan, enfrentava problemas críticos ao ter de abastecer também a BAR, o que acabou ocasionando uma queda de desempenho em ambas equipes, já que a Honda não conseguia suprir as necessidades de todos de forma igualitária. Fora reportado inclusive que Frentzen havia pago de seu próprio bolso para que pudessem ser feitos reparos e modificações no carro, e após muitos problemas com a equipe, Frentzen trocou de assentos com Jean Alesi, indo para a já quase falida Prost, tendo como melhor resultado um quarto lugar de largada em Spa-Francorchamps.

Frentzen ainda passou pela Arrows em 2002 e findou sua carreira na Formula 1 no time onde iniciou. A Sauber foi seu último carro, em 2003, mas não sem luta, pois ao substituir Felipe Massa no GP dos Estados Unidos, Frentzen mostrou que estava vivo e ainda muito produtivo, ameaçando seu então companheiro Nick Heidfeld, quando conseguiu um incrível pódio naquela corrida.

Na Formula 1, Frentzen muito se assemelha aos jovens Max Verstappen e Daniel Ricciardo por seu estilo agressivo de pilotagem. Mas seu diferencial era ser cerebral como Rosberg. Embora não tivesse tido a oportunidade de usufruir de equipamentos como a Ferrari de Michael Schumacher ou a McLaren de Hakkinen, Frentzen deu tudo de si em 1999, aquela que foi sua melhor temporada na categoria.

Muito embora não tenha sido campeão e seu melhor resultado, tratando-se de campeonato, tenha sido o terceiro lugar em 1999, Frentzen não precisa provar nada para ninguém. Seus desempenhos espetaculares naquele ano estão marcados na história da categoria e Frentzen, certamente, deve ser muito orgulhoso deles. Durante os anos em que pilotou aqueles carros amarelos com bicos de animais da vida selvagem, Frentzen se tornou, para mim, uma referência no que concerne ao desejo de continuar fazendo aquilo que se gosta e que se faz com excelência.

Após a aposentadoria dos monopostos, Frentzen rumou para a DTM, na sua terra natal, quando pilotou dois anos pela Opel e um ano pela Audi, em seu ano final na categoria. Os últimos registros de suas competições datam de 2008 e 2011, quando participou da Speedcar Series, 24h de Le Mans, 24h de Nürburgring, quando guiou um protótipo que fora construído por seu time particular, uma edição especial do Race Of Champions e sua última aparição em categorias profissionais, em 2012, no ADAC GT Masters, na Alemanha.


https://www.torcedores.com/noticias/2015/07/heinz-harald-frentzen-brilhante-empolgante
Assinatura
6-3-3
E o seu time, o que anda fazendo?

Pandora da Fiel

Mensagens: 78986
Cadastro: 13/08/2009

Nível 8

Mensagem publicada em 14/01/2018 10:53
VOLTA MITO

Edson-SPFC

Mensagens: 31077
Cadastro: 22/12/2010

Nível 6

Mensagem publicada em 14/01/2018 14:50
Pandora da Fiel
VOLTA MITO

Barrica > Massa > Maionese Heinz


Assinatura
Regulamento Paulistão 1990 (aprovado em 25.10.1989 pelo Conselho Arbitral = os 24 clubes da 1ª Divisão + FPF):
"Art. 50... § 2º No campeonato da primeira divisão de futebol profissional de 1990, não haverá descenso à divisão especial de futebol profissional..."

Divisão Especial = Série B (A-2 só existe desde 94)
Total equipes em 1990: 24
Posição final São Paulo: 15º (à frente de 9 equipes)

http://blogdobirner.virgula.uol.com.br/2007/11/06/1990-o-ano-em-que-o-sao-paulo-nao-caiu/

Pandora da Fiel

Mensagens: 78986
Cadastro: 13/08/2009

Nível 8

Mensagem publicada em 21/01/2018 11:31
Edson-SPFC
Pandora da Fiel
VOLTA MITO

Barrica > Massa > Maionese Heinz




KOBAIAXI>>>>ALL

PRIUS CONCORDA

Edson-SPFC

Mensagens: 31077
Cadastro: 22/12/2010

Nível 6

Mensagem publicada em 21/01/2018 14:22
Pandora da Fiel
Edson-SPFC
Pandora da Fiel
VOLTA MITO

Barrica > Massa > Maionese Heinz




KOBAIAXI>>>>ALL

PRIUS CONCORDA

Pilotagem coadjuvante atual é como eu ranqueei

Mensagem editada pelo usuário Edson-SPFC em 21/01/2018 14:23.
Assinatura
Regulamento Paulistão 1990 (aprovado em 25.10.1989 pelo Conselho Arbitral = os 24 clubes da 1ª Divisão + FPF):
"Art. 50... § 2º No campeonato da primeira divisão de futebol profissional de 1990, não haverá descenso à divisão especial de futebol profissional..."

Divisão Especial = Série B (A-2 só existe desde 94)
Total equipes em 1990: 24
Posição final São Paulo: 15º (à frente de 9 equipes)

http://blogdobirner.virgula.uol.com.br/2007/11/06/1990-o-ano-em-que-o-sao-paulo-nao-caiu/
  • Novo tópico
Páginas:  1  | primeira | anterior | próxima | última
Quem está online
0 usuários cadastrados e 1 visitantes.
  •  
Média geral    5.0 (3 votos)

3 votos (100.0%)

Excelente

0 votos (0.0%)

Ótimo

0 votos (0.0%)

Bom

0 votos (0.0%)

Regular

0 votos (0.0%)

Ruim