•  
Compartilhe:
  • Enviar por e-mail
  • Orkut
  • Facebook
  • Twitter
  • Avalie:
17/04/2017 08:16

Sette Câmara fala da estreia na F2, no Bahrein: "Aprendi muita coisa aqui"

  • Novo tópico
Páginas:  1  | primeira | anterior | próxima | última

Pandora da Fiel

Mensagens: 69696
Cadastro: 13/08/2009

Nível 7





O único representante brasileiro na F2, novo nome da GP2, Sérgio Sette Câmara, da equipe MP Motorsport, definiu sua estreia na competição que mais promove pilotos para a F1 como

Darth Baric

Mensagens: 18724
Cadastro: 28/05/2012

Nível 5

Mensagem publicada em 18/04/2017 18:47
Pandora da Fiel




O único representante brasileiro na F2, novo nome da GP2, Sérgio Sette Câmara, da equipe MP Motorsport, definiu sua estreia na competição que mais promove pilotos para a F1 como "um grande aprendizado". A etapa de abertura do campeonato, sempre em duas corridas, foi disputada no Circuito de Sakhir, em Bahrein, junto da programação da F1.

Na corrida deste domingo, o mineiro que dia 23 de maio completará 19 anos precisou fazer três pit stops, enquanto normalmente os pilotos não fazem nenhum, por largarem com pneus médios e não macios, e a prova ser mais curta que a do sábado, 23 e 32 voltas no caso do traçado barenita de 5.412 metros. Sette Câmara manteve-se na pista para ganhar experiência. Terminou em 18º. Havia largado em 13º.

O vencedor foi o talentoso monegasco Charles Leclerc, da Prema, piloto da Academia Ferrari, seguido pelo italiano Luca Ghiotto, da Russian Time, e do inglês Oliver Rowland, da DAMS. Leclerc tem 19 anos, estreou também na F2, mas no melhor time da competição, o que só reforça seus méritos.

Neste domingo, Leclerc aproveitou-se da sua capacidade e preparação disponibilizada pela Prema e a Ferrari para largar em sexto e vencer a corrida de forma espetacular.

Sette Câmara explicou as três paradas nos boxes. "Não larguei bem, como no sábado. As rodas giraram muito em falso. A F2 tem bem mais potência que um F3 (onde correu nos dois últimos anos). É uma área que tenho de evoluir. Logo no início tive um toque (com o suíço Ralf Boschung, da Campos), e o carro ficou torto. Pelo rádio o meu engenheiro me mandou entrar nos boxes porque havia o safety car (o francês Norman Nato, da Arden, e o inglês Oliver Rowland, da Dams, se tocaram e o francês bateu na barreira de pneus)."


Sergio Sette Câmara na estreia da F2, no Bahrein (Foto: Divulgação)


A MP trocou os pneus médios novos de Sette Câmara pelos macios usados, por o problema de instabilidade talvez decorrer de um furo. Mas os problemas prosseguiram, o carro estava bem desalinhado. "Me chamarem de novo, não encontraram nada, nem daria, em tão pouco tempo, e ainda no fim, com os pneus macios já sem condições, precisarei parar de novo para substituí-los."

Administrar o desgaste dos pneus é outra das tarefas de casa de Sette Câmara, como explicou. Na F2 eles apresentam elevada degradação, como era na F1 até o ano passado. A Pirelli mudou os pneus da F1 para atender o pedido do Grupo de Estratégia. Já na F2 seu líder, Bruno Michael, manteve os pneus com alto desgaste.

Na prova do sábado, Sete Câmara recebeu a bandeirada em 12º, depois de largar em décimo. O russo Artem Markelov, da Russian Time, foi primeiro, com Nato em segundo e Leclerc, terceiro.

"Fui muito bem na minha primeira classificação, ao ser por exemplo mais rápido que meu companheiro (o inglês Jordan King), que já correu na F2, mas na corrida de novo não larguei bem e economizei os pneus onde não era tão necessário, podia ser mais rápido." Essa maior experiência de King o levou, no entanto, apesar de mais lento na classificação, a ser quarto na primeira corrida e quinto na segunda, somando 18 pontos.

Com o resultado do fim de semana no Bahrein, Leclerc já desperta ainda mais atenção nos homens da Ferrari. Lidera o campeonato na estreia na F2, com 36 pontos, decorrentes dos dois pódios. Markelov, com a vitória na primeira corrida e o oitavo na segunda, soma 28, segundo colocado. A próxima etapa do calendário é o GP da Espanha, em Barcelona, dias 13 e 14 de maio, também com a F1.

"Aprendi muita coisa aqui, na minha estreia, tenho muito o que discutir, agora, com a equipe e aplicar lá em Barcelona, pista que conheço e gosto. Esperava ter um fim de semana melhor aqui no Bahrein, mas como disse aprendi bastante", disse Sette Câmara.

Assinatura
6-3-3
E o seu time, o que anda fazendo?

Eclipse 2.0

Mensagens: 1784
Cadastro: 01/06/2012

Nível 2

Mensagem publicada em 24/04/2017 20:53
Não será esse que salvará o Brasil na F1
  • Novo tópico
Páginas:  1  | primeira | anterior | próxima | última
Quem está online
0 usuários cadastrados e 1 visitantes.
  •  
Média geral    5.0 (1 votos)

1 votos (100.0%)

Excelente

0 votos (0.0%)

Ótimo

0 votos (0.0%)

Bom

0 votos (0.0%)

Regular

0 votos (0.0%)

Ruim